Seu coração em ritmo de Copa. As 5 dicas para se cuidar!

Um turbilhão de sentimentos envolve o ambiente da Copa do Mundo. A explosão de alegria no gol da seleção, rivalidades, revolta com erros do juiz e decisões de jogos nos acréscimos são fortes emoções que aumentam o nível de estresse dos torcedores. Aqueles com predisposição a problemas cardíacos merecem atenção especial do seu cardiologista.

Cardiologistas já encontraram em pesquisas uma maior incidência de infarto do coração no período da competição, especialmente durante os jogos da seleção brasileira. A sensação de raiva pela decisão errada do juiz como na estreia contra a Suíça em 2018 e a decepção pela derrota como nos 7×1 sofridos diante da Alemanha em 2014 aumentam o trabalho da clínica cardiológica JF.

A síndrome do coração partido (conhecida como Takotsubo) está cada vez mais presente em nosso meio e é tipicamente desencadeada por estresse e fortes emoções negativas. Ocorre com sintomas de dor ou aperto no peito e falta de ar, semelhante ao infarto e angina, sendo o tratamento orientado pelo cardiologista JF.

O infarto agudo do miocárdio (ataque cardíaco) tem o estresse e o frio desse período como seus principais gatilhos. Aqueles com maior propensão ao infarto são os portadores de problemas como hipertensão, diabetes, tabagismo, obesidade e sedentarismo. É importante ficar atento ao aparecimento de dor no peito e procurar atendimento com cardiologista JF.

Os bares são os locais mais procurados para assistir aos jogos da Copa do Mundo, sendo frequente o consumo abusivo de bebidas alcoólicas entre os torcedores. Sabe-se que mesmo os jovens estão propensos à ocorrência de fibrilação atrial, que pode surgir em até 36h após o consumo de álcool e causar sintomas de palpitações e batimentos cardíacos acelerados. É conhecida como Holiday Heart Syndrome, ressalta o Dr. Glauco Bonato, arritmologista e cardiologista JF.

Como evitar um ataque cardíaco durante a Copa! A prevenção é o mais importante!

  • Mantenha sob controle os problemas cardíacos já conhecidos com o uso correto de suas medicações e avaliação cardiológica em dia.
  • Evite fumar durante os jogos. O cigarro exerce de forma aguda um aumento da pressão arterial, estresse sobre as coronárias e formação de coágulos, aumentando o risco de obstrução do fluxo sanguíneo e infarto agudo do miocárdio.
  • Não abuse de bebidas alcoólicas, prevenindo as arritmias cardíacas.
  • Vibre e se emocione com os gols e vitórias, mas procure manter serenidade diante das derrotas ou decepções.
  • Em caso de dor no peito, tontura, desmaio, palpitação ou fata de ar procure atendimento com um cardiologista em JF.

RUMO AO HEXA!!!