Tratamentos cardíacos podem ser extremamente efetivos em diversos casos. Porém, existem enfermidades que necessitam de cirurgias do coração. O médico cardiologista Dr. Glauco Bonato utiliza toda a experiência na área para promover mais saúde aos pacientes. Dentre as cirurgias e procedimentos realizados, destacamos:

Implante de marca-passo

Indicado quando os batimentos cardíacos estão lentificados ou quando existe algum tipo de bloqueio no sistema elétrico do coração. É considerado um procedimento de baixo risco, realizado normalmente de forma rápida, com anestesia local e sedação para o paciente dormir. O cirurgião faz um corte de aproximadamente 5 cm na região superior do tórax do paciente, não sendo necessário cirurgia do coração com o peito aberto. Um ou dois eletrodos são introduzidos até o coração através de uma veia e conectados ao gerador de marca-passo que fica alojado abaixo da pele. Após a cirurgia, o paciente passa a noite no quarto do hospital e recebe alta para casa no dia seguinte com as orientações e cuidados com o marca-passo. Necessita fazer curativos apenas por 3 dias e não precisa retirar os pontos, que são absorvíveis. Um mês é o tempo de fixação definitiva dos eletrodos no músculo do coração e, durante esse período, deve-se evitar esforços em geral, dormir no lado do marca-passo e elevar o braço acima da cabeça. A primeira avaliação médica do marca-passo acontece no consultório 30 dias após a cirurgia.  Através de um computador especial as informações do marca-passo são analisadas e a programação do dispositivo é realizada de acordo com as necessidades do paciente.

Troca de gerador de marca-passo

É a substituição do aparelho de marca-passo quando a bateria chega próximo ao fim de sua carga. O momento correto de realizar essa troca é definido no acompanhamento regular que é realizado no consultório a cada 3 a 6 meses. A bateria dura em média 8 anos e alerta sobre a necessidade da troca com 6 meses de antecedência. O marca-passo antigo é substituído por um novo através da mesma cicatriz da primeira cirurgia, sendo um procedimento mais simples, geralmente com a manutenção dos eletrodos quando estão em funcionamento perfeito. A cirurgia é rápida e indolor.

Implante de Ressincronizador Cardíaco

O ressincronizador é um marca-passo especial, indicado para o tratamento da insuficiência cardíaca. Além do eletrodo comum de marca-passo que fica no lado direito do coração, é colocado um eletrodo adicional no lado esquerdo do coração. O objetivo é sincronizar o batimento do lado esquerdo do coração com o direito, para que o músculo cardíaco trabalhe de forma mais coordenada e tenha melhor rendimento.

Cardioversão Elétrica Externa

Este é um procedimento realizado para converter arritmias irregulares e aceleradas em um ritmo cardíaco normal e regular. Através de medicação na veia (sedação) o paciente é induzido a dormir por curto período (cerca de 10 minutos), não tendo dor nem lembrança do procedimento. Neste momento é aplicado um choque elétrico no peito do paciente para a restauração do ritmo normal do coração.

Ablação de Arritmias por Cateter

É uma cirurgia minimamente invasiva, sem cortes. Através das veias e artérias femorais, na região da virilha, são introduzidos finos cateteres até o coração. Após detectar o local exato de onde surgem as arritmias é efetuado uma cauterização do tecido responsável para que o problema seja corrigido. Tratamento eficaz em alguns tipos de arritmias, em jovens e idosos, possibilita que o paciente não precise mais fazer uso de medicamentos e melhora a qualidade de vida com o desaparecimento dos sintomas. A recuperação pós-operatória é rápida, com alta hospitalar no dia seguinte e deve-se evitar apenas esforços com a perna por 1 semana.

Os cuidados com o coração devem acontecer durante toda a nossa vida, independentemente da idade ou período. Por isso, procure um cardiologista que seja referencia em Juiz de Fora. O Dr. Glauco Bonato é especialista no seu órgão mais precioso.