Você cuida do seu coração com saúde e dedicação? Pois saiba que não existe idade e nem período para que os problemas cardíacos comecem a surgir. Além disso, não são poucos os fatores que contribuem para a ocorrência de enfermidades: má alimentação, estresse e hábitos sedentários são alguns exemplos de agravantes aos problemas cardíacos. Conheça os principais nomes que podem ser os inimigos do seu coração:

Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS)

Também conhecida como pressão alta, é uma doença crônica que atinge 1 a cada 3 pessoas com mais de 60 anos e também ocorre frequentemente em adultos mais jovens. É um tipo de problema cardíaco que, na sua maioria, é herdado dos familiares ou tem influência de hábitos de vida como alimentação, obesidade e sedentarismo. A maioria dos portadores de pressão alta não apresentam sintomas e o diagnóstico precisa ser feito com o exame médico, sendo que o correto controle da pressão arterial é fundamental para manter o coração saudável e evitar problemas como insuficiência renal e AVC.

Coronariopatia

É um tipo de problema cardíaco que acontece por obstrução do fluxo sanguíneo nas coronárias, importantes artérias do coração. O infarto do miocárdio acontece quando a circulação de sangue é completamente interrompida e a angina de peito ocorre quando o fluxo está diminuído. Estes dois problemas cardíacos podem surgir por esforço físico ou emoções fortes e manifestam-se com dor no peito que pode ser acompanhada de falta de ar, enjoo e suor frio. Se você fuma, está acima do peso ou tem diabetes é importante ficar atento na sua saúde.

Valvulopatias

São defeitos no funcionamento das válvulas cardíacas. Pode acontecer estenose (estreitamento à passagem do sangue) ou insuficiência (quando a válvula permite o refluxo do sangue) em cada uma das 4 válvulas do coração: aórtica, mitral, tricúspide e pulmonar. Aparecem sintomas de falta de ar, inchaço, cansaço, dor no peito e a presença de sopro no coração. O tratamento, quando indicado, pode ser realizado por reparo ou troca da válvula através de cateterismo ou cirurgia cardíaca.

Arritmias

São alterações no ritmo dos batimentos cardíacos divididas em taquicardia, quando os batimentos estão acelerados, e bradicardia quando a frequência cardíaca está abaixo de 60 batimento por minuto. Acontecem em todas as idades e apresentam sintomas de palpitação, desmaio, tontura e falta de ar. Um atendimento cardiológico especializado é capaz de detectar se são benignas ou se apresentam algum risco de morte, além de indicar o correto tratamento através de medicação, implante de marca-passo ou cirurgia de ablação.

 

Insuficiência Cardíaca

Esse problema cardíaco acontece quando o músculo do coração está enfraquecido e não bombeia o sangue rico em oxigênio adequadamente para o restante dos órgãos do corpo. É um tipo de doença crônica que pode ser consequência de problemas como a pressão alta, o infarto, as doenças das válvulas e infecções. Os sintomas de fraqueza e cansaço para fazer esforços, falta de ar ao deitar e inchaço nas pernas podem surgir progressivamente ou de forma rápida. O tratamento médico avançou muito e permite o controle dos sintomas e melhora da saúde dos pacientes.

Sobre qualquer risco de doença cardíaca, procure um médico especialista e que entenda do seu coração. Marque uma consulta e melhore a sua qualidade de vida.