Consulta de Check-Up Cardiológico

Quando fazer e qual a importância? Saiba quem deve marcar consulta com o cardiologista para manter a saúde em dia e conheça como é a consulta cardiológica, além de quais exames podem ser necessários para avaliar seu coração!

Quando fazer e qual a importância?

As pessoas aparentemente saudáveis procuram o check-up cardiológico por motivos diversos. Em algumas situações, é importante consultar o cardiologista mesmo quando não apresenta sintomas que indiquem alguma doença. Através da consulta médica completa e atenciosa, procura-se verificar a condição atual de saúde e orientar quais medidas preventivas promovem uma melhor qualidade de vida.

Problemas cardiológicos ocorrem com elevada frequência e podem se instalar sem a manifestação de nenhum sintoma. Alguns deles são de fácil identificação, como pressão alta, diabetes, pequenos defeitos do coração e arritmias. Quando não diagnosticados e tratados, associam-se a graves doenças que se instalam gradativamente, como insuficiência dos rins, aumento do coração, perda de visão e má circulação nas pernas. Dentre as arritmias, a fibrilação atrial pode não ser percebida e aumentar em 5x a chance de ocorrer um derrame (AVC).

Quem deve se consultar com o cardiologista?

 Recomenda-se que a partir de 45 anos seja feita uma avaliação cardiológica. A periodicidade do acompanhamento será decidida por seu médico cardiologista após a análise dos riscos detectados. Mesmo os mais jovens devem ficar atentos e se consultarem diante de condições que se associam a maior risco de doenças do coração:

  • Fumantes
  • Sobrepeso ou obesidade
  • Sedentarismo
  • Diabetes
  • Colesterol alto
  • Hipertensão arterial
  • Atividade física intensa ou competitiva
  • Ter um parente homem com doença cardíaca antes dos 55 anos ou mulher antes 65 anos
  • Ter um parente jovem que sofreu morte súbita e inesperada

Como é a consulta com o cardiologista?

Um check-up cardiológico baseia-se principalmente na conversa com o paciente, no exame clínico completo e no eletrocardiograma. Exames como teste de esforço, ecocardiograma, holter, MAPA, tomografia ou ressonância não são recomendados de forma rotineira. O bom cardiologista solicitará exames complementares de forma racional, considerando a necessidade de cada paciente.

O Teste Ergométrico

É o exame cardiológico mais solicitado após a avaliação médica. Também conhecido como teste de esforço, pode ser realizado em esteira rolante ou bicicleta ergométrica. O principal receio dos pacientes é ser submetido a um exercício que não seja capaz de realizar, porém o objetivo do exame é avaliar o comportamento do coração de forma gradativa e dentro de sua capacidade máxima de esforço. Durante o teste ergométrico, são monitorizados a frequência cardíaca, o eletrocardiograma e a pressão arterial. O resultado possibilita analisar sinais sugestivos de entupimento nas artérias coronárias e o risco de infarto do coração, além de arritmias e alteração da pressão arterial. Além disso, a avaliação da capacidade cardiorrespiratória auxilia na orientação para a prática de atividade física.

Em Juiz de Fora, o cardiologista Dr. Glauco Bonato realiza o check-up visando o diagnóstico e detecção precoce de anormalidades cardíacas e a identificação de fatores de riscos.

Agende sua consulta!